Sunday, 23 May 2010

A minha Avó de Sonho

Decidi permitir-me um desabafo, neste blogue tão pouco dado a temas pouco bubblies...

A minha ausência nos últimos tempos tem-se prolongado inevitavelmente. Além de todos os desafios profissionais com que me tenho deparado, tenho a minha avó muito doente no hospital. A minha mãe está inconsolável e o clima em casa pesado, ou não fosse a minha avó, a avó de sonho de qualquer criança e a mãe perfeita para a minha mãe.

Nos últimos anos, em que a minha avó já tinha piorado bastante em termos do seu estado de saúde, já me comovia quando ia lá a casa visitá-la e, por cobardia, porque não queria guardar esta imagem dela, mais debilitada e menos feliz, as minhas visitas foram-se tornando, cada vez mais, escassas, facto de que me arrependo agora, no momento em que se encontra no hospital e em que os médicos já esclareceram que não haverá melhorias significativas no seu estado de saúde.

Espero que, aconteça o que acontecer, ela se sinta, em todos os momentos, amada e que nunca tenha visto a  minha ausência recente como falta de preocupação ou de amor, porque nunca foi. Na realidade, quando temos as pessoas que amamos e que são importantes, caímos quase sempre no erro de as tomar como garantidas, até um dia...

Enquanto ela ainda está aqui, connosco, decidi que deveria fazer-lhe uma homenagem, pela pessoa fantástica, apaixonada que sempre foi, e de quem me orgulho de ser neta.

A minha avó é linda, linda por dentro e por fora e isso, visto que eu sou parecida com ela fisicamente é um facto que me deixa orgulhosa. Tem uns olhos negros comp carvão e o cabelo, quando era mais nova, era preto também. De pele morena e sorriso grande, aberto e disponível na boca, sempre foi positiva em relação à vida, tal como eu.

Quando ainda podia andar e falar (entretanto, um AVC fez com que perdesse algumas das suas capacidades motoras e verbais), era uma pessoa activa e uma apaixonada pela vida (e pelo meu avô, que mesmo depois de nos deixar, ainda eu não tinha nascido, sempre foi o princípe encantado da minha avó). Tiveram 12 filhos, uma família grande, que criaram com amor, respeito e muito carinho. A minha mãe costuma contar que já com cerca de 40 anos os dois, ainda namoravam como adolescentes, ainda viviam uma paixão e um amor como a que eu quero continuar a viver, mesmo com 40 anos. Esta era uma daquelas relações com o tão cobiçado carimbo "Forever". Quando falava do meu avô, todos notávamos o seu olhar brilhante, perdido, distante e apaixonado. Nunca me vou esquecer dessa imagem, porque é assim que eu quero que um dia, daqui a muitos anos, a pessoa que estiver ao meu lado, fale de mim, com o brilho nos olhos que eu via nos da minha avó...

Sempre foi generosa para com os outros e dotada de uma bondade, expressividade, humildade e inocência que gostaria de ter herdado na dose certa, mas não lhe chego aos pés, infelizmente. Algumas das memórias mais felizes que guardo da minha infância foram passadas com ela. Sempre a descrevi aos meus amigos, e continuo a descrever, como "a minha avó de sonho", a "avó das historinhas de encantar" (facto que a minha própria família desconhece, mas é assim que a vejo, ainda hoje).

Lembro-me de estar na casa dela, em Perre, uma aldeia aqui perto de Viana do Castelo, e de ela me preparar o pão torrado de manhã e o copinho de leite quente. O sabor, quando era ela que me preparava o pequeno-almoço, era diferente, juro que era! Era mais doce, mais caloroso, mais saboroso. Lembro-me do modo meigo como me olhava e como me acordava sempre, com a voz de que quem olha para outra pessoa e se revê um pouco nela... O engraçado é que, com tantos netos, o amor dela é inesgotável, sempre foi assim com todos nós: meiga, disponível e carinhosa.

Lembro-me de ir com ela e com os meus tios fazer um piquenique, quando tinha cerca de 8 anos, e de estar a tentar adormecer na manta, depois do almoço, já de olhos fechados (mas o sono tardava em chegar), e de a ouvir dizer aos meus tios, referindo-se a mim: "Ela é tão bonita, que mais parece um anjo!" Senti-me imediatamente a menina mais feliz do mundo, uma princesa de verdade. Senti-me bonita. E hoje, quando me sinto menos bonita, lembro-me do que ela disse nesse dia, achando que eu não estava a ouvir.

Não sei quanto tempo mais vamos ser presenteados com a tua presença nas nossas vidas, avó, mas egoisticamente revelo a tendência de querer que não nos deixes. No dia em que nos deixares, vou guardar sempre as mais doces memórias de ti, "A minha Avó de Sonho".

Beijinhos,

A Menina dos Óculos

18 comments:

  1. Sabes como poucas pessoas o quanto me revejo neste post, Menina dos óculos.:)

    J. Vilela

    ReplyDelete
  2. Bubbly, há coisas que me deixam assim sem palavras... Espero que apesar de tudo a tua avó fique melhor e que tenha, acima de tudo, uma passagem sem sofrimento... Se precisares de alguma coisa diz ! Beijinho grande * fica bem querida !

    ReplyDelete
  3. Minha querida, sei bem como te sentes. Perdi a minha Avó recentemente também ( no ano passado) e passei tal como tu pelo processo de assistir cada dia que passava a um aumento da debilidade. E doeu. Doía porque pressentia a perda cada vez mais perto. A dada altura comecei a mentalizar-me que era melhor para ela livrar-se da "carcaça" terrena que a prendia aqui. São momentos complicados mas depois da dor fica a saudade já sem mágoa e uma recordação eterna. Voltaste a tocar-me num ponto sensível com este post. Para ti, muita força e podes contar comigo. Beijinhos

    ReplyDelete
  4. Olá amigos,

    Peço desculpa por não agradecer em posts individuais a cada um de vocês, mas penso que um agradecimento colectivo tem o mesmo significado, no caso.

    Obrigada pelo apoio e pelo incentivo. Não sei como vai ser o dia de amanhã, vamos ter de viver um dia de cada vez a partir de agora e esperar para ver o que acontece.

    Prometo dar notícias.

    Beijinhos,

    A Menina dos Óculos

    ReplyDelete
  5. Oh minha querida, apenas agora li este post.. apesar de tudo, espero que corra tudo pelo melhor! A sério que sim! E se precisares de alguma coisa, seja lá o que for, é só dizeres! * Beijinho grande para ti, para a tua avó e para a tua família! ***

    ReplyDelete
  6. Olá minha querida.

    Sabes, eu também tenho uma avó de sonho. E só tenho uma mãe de sonho porque a também a mãe da minha mãe o é.

    Não me imagino a perder a minha avó, a minha segunda mãe e pai. Senti o coração apertado quando te li. Imaginei um pouco da tua angústia e dor e perdi as palavras.

    Aconteça o que acontecer, diz-lhe o quanto a amas e o quanto ela é importante. E lembra-a sempre como ela gostaria de ser lembrada... e infelizmente, este tipo de doenças faz parte da vida, mas nunca deixes que apague a luz daquilo que ela representa. Não tenhas receio de a visitar, ela precisa muito de ti.

    Um beijinho enorme e um xi apertado!!
    Força!

    ReplyDelete
  7. Só tive oportunidade de vir agora aqui comentar e tudo o que possa dizer pode parecer pouco ou deslocado... Por isso fica aqui um beijinho bem grande da john para a nossa bubbly mais bubbly da blogosfera!

    Beijoooo!!

    ReplyDelete
  8. Olá Bubbly Buddies!

    Obrigada pelo apoio. São todas uns amores. Vale bem a pena ter um blogue só para poder receber este miminho todo de pessoas tão generosas como vocês.

    Quanto à minha avó, está tudo igual... Ainda está no hospital. Gostava que voltasse para casa, que sei que é o local onde se sente melhor. Faz-me confusão o ambiente de hospital, mas se for para que não lhe falta nada, que remédio...

    beijocas grandes para todas. LOVE,

    A Menina dos óculos

    ReplyDelete
  9. Pelo menos no hospital tens a certeza que vão tratar dela bem direitinho :) Vai correr tudo bem * beijinho grande pequerruchinha

    ReplyDelete
  10. Olá Shell!

    Fico comovida com o carinho constante que recebo de ti e não me consigo cansar de o expressar. É fabuloso como se criam laços na blogosfera e como acompanhamos a vida uns dos outros e acabamos por estar presentes, mesmo sem estar, de facto. Infelizmente, nos últimos tempos, eu é que tenho falhado...

    Isso que me dizes é o que me consola, pensar que lá estão reunidas as condições, dentro do possível, para que sofra menos e não piore... Obrigada por tudo, mais uma vez, Shell! Não tenho palavras para agradecer a preocupação, o mimo, o apoio que me tens dado aqui no blogue.

    Beijinhos enormes,

    A Menina dos Óculos

    ReplyDelete
  11. Ai ai ai... Comovida deixas-me a mim com estas palavras tão boas ! Acredita que não é nada de especial :) E eu não gosto nada destes agradecimentos porque simplesmente não é preciso ! Se precisares de alguma coisa é só dizeres e mais nada :) * beijocaa querida

    ReplyDelete
  12. Girl, you're special!:P

    kiss,

    A Menina dos Óculos

    ReplyDelete
  13. Sei muito bem aquilo por que está a passar e compreendo cada palavra sua porque vivi de igual forma com a minha avó. A minha avó morreu há dois meses e a situação era semelhante. Felizmente não teve nenhum problema de saúda mas a idade já era avançada. E as dificuldades em continuar a viver, em continuar lúcida e com capacidades eram mais que muitas. Sabíamos que ia acontecer e vivíamos na expectativa do dia de amanhã. Vivi no medo a cada chamada do meu pai ou da minha mãe fora das horas a que me ligam habitualmente. Também criei esse distanciamento de que fala. Foi a forma que encontrei para me preparar para a sua perda, que sabia estar para breve. Mas tenho a certeza que ela sabe, agora, na altura, o quanto é a pessoa da minha vida. Acima de tudo, na hora da sua morte, assumi e continuo a acreditar que agora ela está bem, em paz, num sítio muito melhor e livre do sofrimento de que não merecia. E sei que está constantemente ao meu lado. Mesmo aqui junto a mim.

    Muita força para si. E acredite nisto. Quando a sua avó já cá não estiver vai ter o consolo de que então ela estará num sítio melhor, longe de complicações e de que, acima de tudo, estará ao seu lado a cada segundo.

    ReplyDelete
  14. cute blog!
    I opened a new fashion blog too, I hope u'll be one of my followers:-)

    http://lifegivemefashion.blogspot.com

    ReplyDelete
  15. tenho a certeza que tu também és uma neta de sonho. beijo. bés

    ReplyDelete
  16. és o seu legado... Aposto ue a melhor homenagm que lhe podes fazer é seres quem és:)beijinho muito grande****

    ReplyDelete
  17. Obrigada meninas, pelo apoio e pelo carinho constantes. Agradeço do fundo do coração...

    Beijinhos,

    A Menina dos Óculos

    ReplyDelete

Leave a bubbly comment!